Tipos de sonda: De Levin, sondagem vesical e retal

Perguntas e respostas sobre tipos de sonda. Sondagem vesical, retal, traqueal e cateteres. Há riscos de infecção? Qual a diferença entre sondas e drenos?

» Página Inicial

O que são sondas?

Sondas são canos de borracha ou plástico, inseridos no organismo para diversas finalidades: extrair líquidos, colher material para diagnóstico ou inserção de medicamento. Os tamanhos são diferentes para as diferentes necessidades.

Em muitos casos elas são usadas para ir até partes do corpo onde a mão ou os olhos do médico não pode ir. Portanto ela tem um papel importante na medicina e enfermagem por permitir essa extensão dos olhos e mãos.

Veja abaixo os principais tipos:

Tipos de sondas

O que é a sonda levine?

É outro nome para a sonda nasogástrica, inserida pelas narinas até chegar ao estômago. Ela pode ser de plástico ou de borracha. A sonda Levine é utilizada mais comumente para administrar alimentos e medicamentos diretamente no trato gastrointestinal superior, mas é usada também para remover líquidos e gases, além de obter amostras do conteúdo gástrico para estudo laboratoriais.

Quando é necessária a sondagem vesical?

A sonda vesical é a colocação de um tubo da uretra à bexiga do paciente, permitindo a eliminação da urina facilmente. A técnica é utilizada em situações em que o paciente permanece durante muito tempo imobilizado, como em situações de pós-operatório de cirurgias ou coma.

Quando é feita a sondagem retal?

A sonda retal é colocada para realização de lavagem intestinal em pacientes com dificuldades de evacuar. O procedimento tem o intuito de evitar a distensão abdominal causada pelo acúmulo de gases, eliminar fezes e melena (em casos de hemorragias estomacais) e preparar o paciente para cirurgias ou exames.

Traqueal

Essa sonda é utilizada em pacientes entubados e traqueostomizados para a remoção de secreções dos pulmões por meio de sucção.

Há riscos de infecção?

Sim, para as sondas que permanecem mais de duas semanas no paciente, principalmente no caso das sondas vesicais, mesmo sendo observado todo o protocolo de higiene. Especialistas dizem que as infecções do aparelho urinário são responsáveis por pelo menos um terço de todas as contaminações hospitalares.

Qual a diferença entre sondas e drenos?

Os drenos são utilizados no pós-operatório, mais comumente, para evitar o acúmulo de sangue e secreções em cavidades recentemente abertas. Há diferentes tipos de drenos, cada um para uma situação diferente.

E os cateteres?

O cateter é uma forma diferente de chamar a sonda, mas designa frequentemente os tubos instalados no corpo humano de longa permanência para a colocação de medicamentos ou drenagem.



 

Veja também



© 2018   |   Saúde AZ: Informações de saúde e bem estar   |   Política de Privacidade