Tipos de choque: hipovolêmico, séptico e cardiogênico

Perguntas e respostas sobre tipos de choque, como o anafilático, hipovolêmico, neurogênico, cardiogênico e séptico. Como deve ser feito seu tratamento? Quais são seus sintomas?

» Página Inicial

O que é o choque?

O choque é quando o sistema circulatório não consegue fornecer oxigênio suficiente para suprir as necessidades metabólicas do corpo. A falta de oxigênio nos diferentes tecidos pode causar danos irreversíveis se o choque não for corrigido rapidamente.

Veja abaixo alguns tipos comuns:

tipos de choques

Hipovolêmico

Este quadro é causado pela grande perda de sangue, impossibilitando o bom fluxo de oxigênio pelo corpo, que pode levar à falência do sistema circulatório. Essa é uma das principais causas de morte de vítimas com politraumatismo (diversas fraturas) – que sofreram acidentes, quedas, entre outros.

Cardiogênico

Este tipo de choque é causado pela dificuldade do coração bombear sangue com eficiência para todo o corpo, dificultando a chegada de oxigênio e nutrientes ao resto do organismo. O quadro se dá por falhas na força de contração do músculo cardíaco, causadas por diversos motivos, sendo o principal o infarto do miocárdio.

Séptico

O choque séptico ocorre quando a circulação sanguínea fica comprometida por conta de uma infecção aguda, que pode ser provocada por bactérias, fungos e vírus. O quadro tem relação estreita com as infecções hospitalares, mas também pode se dar com a contaminação de sondas e cateteres.

Anafilático

O quadro também chamado de anafilaxia ocorre quando o paciente tem contato com uma substância que lhe provoca alergia – alérgicos têm a Imunoglobina E (IgE) em quantidade elevada no corpo e em caso de alergia, esse anticorpo produz enzimas que provocam diversos sintomas desagradáveis. Entre esses sintomas, estão a redução da pressão arterial, inflamações e falta de ar. Se não tratados, casos agudos podem levar à morte.

Neurogênico

O choque neurogênico é a perda de movimentos musculares e vasculares por conta de danos no sistema nervoso central, que podem ser provocados por lesões na medula espinhal ou desmaios. O quadro é comum entre pessoas que sofreram quedas e bateram a cabeça.

Como tratar os choques?

A maior parte dos tipos de choques devem ser tratados com medicação intramuscular, com o intuito de restaurar rapidamente as funções regulares do corpo sem danificar suas estruturas.



 

Veja também



© 2018   |   Saúde AZ: Informações de saúde e bem estar   |   Política de Privacidade